Bem estar no local de trabalho

Imagem de exemplo 1 Imagem de exemplo 2

27 DE JULHO

POR QUE ESSA DATA É TÃO IMPORTANTE PARA TODOS?

PORQUE O MAIOR BEM DE UMA INSTITUIÇÃO É O SEU CAPITAL HUMANO

Dois dos direitos fundamentais do ser humano são o direito à alimentação e o direito à saúde. Condição sine qua nom para dignidade de um cidadão, além desses dois direitos fundamentais e básicos, é o direito ao trabalho digno.

Apenas com essa trilogia, é possível caracterizar o SER - CIDADÃO.

O que é um trabalho digno?

Para que o trabalho seja digno, não basta, apenas ser uma atividade remunerada satisfatoriamente, mas sim, uma atividade onde sejam mantidas e preservadas as integridades físicas e morais do trabalhador.

A Segurança da atividade laboral é primordial para essa dignidade. Segurança do e no trabalho pode ser entendida como o conjunto de medidas que são adotadas visando minimizar riscos de acidentes de trabalho, doenças ocupacionais, bem como proteger a integridade e a capacidade de trabalho do trabalhador.

A Segurança do e no Trabalho tem como base as análises de risco que, nada mais são do que ações preventivas com base nos riscos eminentes ou potenciais.

Só é possível fazer Segurança através da Prevenção.

Hoje, em todos os setores e em todas as esferas, a Prevenção é, como dizemos, a AÇÃO DA VEZ.

PREVENÇÃO DE ACIDENTES DE e NO TRABALHO - As condições de Segurança são de carater multifatorial. É necessária uma análise DOS RISCOS e, a partir dessa análise, ações para a minimização desses RISCOS. Isso é interdisciplinaridade. É um trabalho para uma equipe multidisciplinar. Isso é PREVENÇÃO. Isso, também é o SESMT.

COMO SURGIU, OFICIALMENTE, O DIA NACIONAL DA PREVENÇÃO DO E NO TRABALHO: O Brasil foi o primeiro país a ter um serviço obrigatório de segurança e medicina do trabalho em empresas com mais de 100 funcionários. Este passo foi dado no dia 27 de julho de 1972, por iniciativa do então ministro do trabalho Júlio Barata, que publicou as portarias 3.236 e 3.237, que regulamentavam a formação técnica em Segurança e Medicina do Trabalho e atualizando o artigo 164 da CLT. Por isto, a data foi escolhida para ser o Dia Nacional de Prevenção de Acidentes de Trabalho.

Era um período de fragilidade no tocante à segurança dos trabalhadores no Brasil. O número de acidentes de trabalho era tamanho que começaram a surgir pressões exigindo políticas de prevenção, inclusive com ameaças do Banco Mundial de retirar empréstimos ao país, caso o quadro continuasse.

Hoje, mais de 30 anos depois, não se pode pensar em uma empresa que não esteja preocupada com os índices de acidentes de trabalho. A segurança dentro da empresa é sinônimo de qualidade para a mesma e de bem-estar para os trabalhadores. Financeiramente, também é vantajosa: treinamento e infra-estrutura de segurança exigem investimentos, mas por outro lado evitam gastos com processos, indenizações e tratamentos de saúde em casos que poderiam ter sido evitados.

O que é acidente de Trabalho

Acidente de ou do trabalho é aquele que ocorre durante o serviço, ou no trajeto entre a residência e o local de trabalho, provocando lesão corporal ou perturbação funcional e pode resultar em morte, perda ou redução da capacidade para o trabalho. Seja em caráter permanente ou temporário, o acidente de trabalho inclui também as doenças ocupacionais.

As causas de um acidente podem ser naturais ou por falta de medidas de proteção.

Neste último caso, o empregador pode ser punido com três meses a um ano de detenção, segundo o artigo 132 do Código Penal Brasileiro. Mas o grau de responsabilidade do empregador é relativo; portanto, a punição depende da situação e do tipo de acidente.

Para avaliar a responsabilidade do empregador são considerados alguns fatores. Verifica-se se existe e como é administrado o treinamento de funcionários, o uso correto de equipamentos de segurança, a realização de exames médicos periódicos, o acompanhamento dos serviços realizados, a implantação do Plano de Prevenção de Riscos Ambientais (PPRA), entre outros.

Cada empresa deve elaborar seu próprio PPRA, através de um serviço especializado que pode ser terceirizado ou não.

Acidentes de trabalhos também são aqueles que, apesar de não estar o profissional em regime de CLT ou de qualquer outro regime, o TRABALHO é árduo, importantíssimo e, também passivo de acidentes. O trabalho do LAR, é um maravilhoso exemplo e as donas de casa, são vítimas de muitas patologias ocupacionais.